• STRATEGY BLOG
  • Site
  • Facebook
  • Linkedin
  • Google Plus
  • Youtube
  • Slideshare
  • Google Maps
  • Email

Sustentação da Mudança – “Aproprie-se da Responsabilidade por Conduzir o Processo de Mudança”





Hoje apresentaremos o nosso último conteúdo sobre a Metodologia Strategy©. 

Clique na imagem, para ampliá-la.
Sustentação é o momento que se segue à implementação de uma mudança planejada pela organização.

É a fase de maturação e assimilação do que deve ser incorporado ao dia a dia e demanda uma mudança profunda na maneira de pensar dos líderes, de modo a combinar alterações internas dos valores, aspirações e comportamentos das pessoas com as alterações externas nos processos, estratégias, práticas e sistemas. 

A organização não realiza simplesmente algo novo; ela constrói sua própria capacidade de mudança constantemente através da aprendizagem. 

As novas estruturas sociais ou regras de comportamento que delineiam as ações dos indivíduos são produzidas e continuamente reforçadas pela rede de comunicações.

Vamos contextualizar melhor esse momento: seu projeto de transição chegou à implementação, ou seja, o que foi idealizado e preparado para se tornar novo modo de trabalho agora é público e conhecido. Por mais trabalhoso que lhe pareça ter sido todo o projeto até o momento da mudança, o momento de sustentação que se segue é ainda mais desafiador: fazer com que a mudança não seja efêmera e haja uma transformação real.

Até agora, tudo transcorreu como um projeto com boa gestão dos aspectos humanos: sua organização foi mobilizada, comunicada e capacitada. Mesmo assim, há uma sensação de que o modo antigo ainda está vivo e assombra o padrão mental dos colaboradores.

Entenda:  uma parte da organização só aderirá a mudança quando tiver certeza que ela funcionará. Logo, há um clima natural de desconfiança e uma grande tendência de manter-se acomodado ao modo anterior de fazer o trabalho.

A mudança também pode ter ocorrido com imperfeições. Tais erros não sanados ou não evidenciados poderão se tornar visíveis diante da organização, minando a capacidade dos colaboradores se sentirem confiantes em atuar no novo modelo.

Veja abaixo o gráfico da confiança da organização no momento após a implementação:

Essa é uma visão simplificada da curva de confiança da organização diante de uma mudança.


Clique na imagem, para ampliá-la.

O destaque aqui é para o período após a implementação: a organização desiste da mudança ao primeiro sinal de desconforto ou insiste em seguir ajustando o que for necessário.

Agora que você está ciente sobre a criticidade deste momento para o sucesso da mudança e como a organização se comportará uma vez que está regida por fatores humanos, apresentaremos a seguir “Como Consolidar a Mudança”?


Clique na imagem, para ampliá-la.





Crie indicadores de fatores humanos para avaliação da maturação da mudança.
Exemplos:
% satisfação com o novo modelo de trabalho
% participação no treinamento
% de dúvidas
% erros 








Compare o que foi desejado e o resultado obtido no monitoramento em momentos diversos.
Você pode monitorar por meio de pesquisas, reuniões e observação in loco.








A partir do que foi coletado no monitoramento corrija as falhas e fortaleça o que está correto.










Agradeça e reconheça o empenho das pessoas que contribuíram com o processo de mudança. 
Ex: bônus, dias de folga, viagem, promoção, plano de retenção






Estruture como será o compartilhamento do conhecimento gerado durante o projeto e estimule as pessoas a buscarem e trocarem informações a fim de empregarem as melhores práticas já utilizadas pela empresa.
Ex: 
Disponibilização do conhecimento em banco de dados, em rede social, intranet.
Treinamento
Ações de comunicação




Toda mudança é um processo e o tempo de aceitação e assimilação pode variar de acordo com o tipo de cultura da empresa. As empresas jovens têm uma maior facilidade em mudar, entretanto as empresas com culturas fortes, podem sofrer com mais resistência.

Expor e recompensar as pessoas que estão de acordo com a mudança proposta é fundamental para que o entorno perceba o que a organização está valorizando agora.

E assim, finalizamos hoje o último post sobre a nossa metodologia.

Esperamos que tenham gostado e lembrem de deixar comentários!

Até breve!





                                                                           *Conteúdo produzido por Vanusa Barbosa.

2 comentários:

Paulo Guilherme disse...

Realmente é uma situação recorrente em projetos, que exige flexibilidade dos gestores para lidar bem com isso. E realmente é a etapa da mudança que determina o sucesso do projeto.

Parabéns pelo trabalho e material, muito bom!

Anônimo disse...

Ótimo conteúdo! Esta matéria demonstra exatamente a importância e criticidade do processo de sustentação da mudança que geralmente é subestimado pelas empresas durante a etapa de transição.

Postar um comentário