• STRATEGY BLOG
  • Site
  • Facebook
  • Linkedin
  • Google Plus
  • Youtube
  • Slideshare
  • Google Maps
  • Email

Gerações X e Y – Qual mais se adéqua aos tempos de mudanças?


Vivenciamos tempos acelerados de mudanças sociais, políticas, econômicas, tecnológicas, culturais, ecológicas e ainda um momento de decadência e estagnação no País, fazendo com que as organizações antecipem cada vez mais seu futuro e ajam com base no que está por vir.

Qual é o perfil profissional que mais se adéqua a esta realidade?


O perfil de profissionais da nova geração, chamada “geração Y” contribui para mudanças de comportamentos mais ágeis, pois são imediatistas, focados em movimentos e enfrentam, sem medo, posições de poder. São pessoas multifuncionais e fascinadas por desafios, tendo habilidade de fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Estão ligadas à internet desde que nasceram e, muitas vezes, suas habilidades tecnológicas superam às das gerações anteriores.

Por outro lado, a “geração X” valoriza o trabalho e a estabilidade financeira. São pessoas comprometidas com os objetivos da empresa, independentes e empreendedores, mas temem, porém, perder espaço para a geração Y.

Enquanto o X prefere tranquilidade, o Y quer movimento! O Y deseja inovar a qualquer custo, já o X resiste um pouco mais a essa velocidade e tem certas resistências a tudo o que é novo. A maioria das pessoas de geração X não aceita com naturalidade um comando imposto pela geração Y, que por sua vez acha morosa demais as decisões do X.

Num trabalho de equipe, integrar essas gerações em prol da mudança não é tarefa fácil. O líder pode trabalhar no sentido de complementar os perfis, tendo equipes mistas e integradas; dessa forma, a união de competências e a troca de experiências gerarão aprendizado e crescimento conjunto.

Quando a questão é o enfrentamento da mudança, os profissionais da geração Y tendem a apresentar uma resposta mais adequada, pela facilidade de adoção do novo. Nesse cenário de transformação, porém, a geração do profissional não é o único aspecto relevante. Devem ser levados em consideração um conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes que diferenciarão a postura de cada profissional diante do desafio de mudar.


 *Conteúdo produzido por Ângela Caruso.




0 comentários:

Postar um comentário